.Maio 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
23

24
25
26
27
28
29
30

31


.Posts

. Tomografia por emissão de...

. Teste de Rorschach

. Tratamento dos Distúrbios...

. Exame do estado Mental

. Fobias

. Diagnósticos

. História da Psiquiatria e...

.Comentários
Concordo plenamente e este será um dos grandes des...
o blog está aprovado, mt bem fixeram um bom trabal...
caras dpe's, estou aqui num drama, aon ler o vosso...
Parece que afinal o "stress" já vem de algum tempo...
O vosso blog está muito interessante.
Fobia a fobias :SMuito estranha mesmo
É verdade, muitas vezes o tratamento de um distúrb...
.Contacta-nos
Se tiveres alguma dúvida ou sugestão, podes contacar-nos através do nosso mail: disturbios_AP_12@sapo.pt
Segunda-feira, 23 de Março de 2009
Tratamento dos Distúrbios Psiquiátricos e Emocionais

  

Uma vez que os Distúrbios Psiquiátricos e Emocionais são bastante diferentes e variados, também os tratamentos destes são diversificados.

Existem então possíveis tratamentos para estes distúrbios, dos quais vamos explicar cinco: Tratamento Farmacológico, Terapia Electroconvulsiva, Hipnoterapia, Psicoterapia e DRMO.

O tratamento farmacológico consiste na toma, normalmente diária, de um medicamento adequado ao seu problema, sendo este receitado por um especialista. Os medicamentos podem ser de vários tipos, sendo para diferentes aplicações (podendo ser antidepressivos, neurolépticos, ansiolíticos e sedativos ou hipnóticos). Os primeiros combatem a depressão, fazendo com que o paciente se torna mais vivo, activo e interessado pelas coisas. Os antidepressivos podem ser imipraminicos, inibidores de monoaminoxidose, sais de lítio. O seu efeito não é imediato, surgindo após cerca de uma semana do início do tratamento. Os medicamentos neurolépticos são um tipo de tranquilizantes fortes, os quais servem para reduzir a ansiedade, levando a que o paciente seja mais calmo. Os ansiolíticos e sedativos são medicamentos que reduzem a tensão psíquica e levam a uma menor exuberância das reacções emocionais. Causam também a redução da actividade motora e da agitação. Como, por vezes, tomam-se apenas à noite, ajudam o paciente a dormir com maior facilidade. Por fim, os medicamentos hipnóticos são usados para induzir o sono. Podem ser de dois tipos: barbitúricos ou não barbitúricos.

A terapia electroconvulsiva consiste na realização de um crise convulsiva através da estimulação eléctrica. A passagem desta corrente no cérebro vai induzir alterações na actividade eléctrica do cérebro. É um tratamento bastante seguro, sendo finalizado ao fim de seis/sete sessões.

A hipnoterapia é uma técnica simples, a qual faz uso da hipnose. O paciente, durante este processo, não dorme, sendo capaz de ouvir, pensar e portanto sair a qualquer momento do estado hipnótico. Esta terapia focaliza o doente num acontecimento (passado ou presente) e, através da revivênvia do acontecimento, o paciente é "reprogramado". Passa assim a ter uma vida saudável, livre de traumas.

A psicoterapia é toda a forma de tratamento de distúrbios psiquiátricos e emocionais que faz uso de meios psicológicos. Permite a alteração de sentimentos sentidos pelo paciente e também a modificação de processos de pensamento e comportamento. Pode ser individual ou colectiva. A individual pode ainda ser de quatro tipos: dinâmica, cognitiva-comportamental, interpessoal e comportamental. A dinâmica tem por objectivo ajudar o paciente a compreender o que está a criar os sintomas do seu distúrbio. A terapia cognitiva-comportamental centraliza-se nas alterações do pensamento do paciente e tenta compreendê-las. A terapia interpessoal interessa-se coma alteração de uma relação que afecta o paciente. A terapia comportamental visa ajudar o paciente a alterar o seu modo de reagir a certos acontecimentos que ocorrem na sua vida. Existem várias modalidades: contracondicionamento; aversão; generalização; extinção. Geralmente, a terapia é de curta duração tendo algumas excepções (como as neuroses obsessivas e as depressões) que têm uma duração mais prolongada.

Por fim a técnica de dessensibilização e reprocessamento através de movimentos oculares (DRMO). Este tratamento utiliza técnicas de relaxamento e de autotranquilização. Utiliza também técnicas de processamento que associam uma crença positiva a um acontecimento traumático. O movimento rápido dos olhos reduz a intensidade de pensamentos negativos.

Todos os tratamentos devem ser prescritos por médicos habilitados para tal. Nunca se deve realizar uma auto-medicação. Por isso, devem-se consultar médicos especializados sendo importante, antes de um tratamento correcto, um diagnóstico exacto e acertado.



publicado por dpe às 23:02
link do post | comentar | favorito

.Calcula o teu IMC
Para saberes o teu IMC (índice de massa corporal) preenche a tabela seguinte:
Calculadora IMC
Peso: kgs
Altura: m cm
Maissaude.eu

Se o resultado for um valor entre 20 e 25, enquadras-te nos padrões de peso ideal. O mesmo não acontece se for abaixo (anorexia) ou acima (obesidade).